Archive for Equilíbrio Energético do Ser

ACELERE SEU EMAGRECIMENTO COM SAÚDE : DETOX

DETOX é o tratamento de desintoxição e emagrecimento oferecido pela Clini Light.

Este tratamento inclui:

*Alimentação à base de chás, sucos e sopas desintoxicantes.

*Atividades Físicas


* Massagens terapêuticas para desinchar, limpar o intestino e relaxar


*Cápsulas desintoxicantes para potencialixar o processo

*Esfoliação pra renovar a pele

PERGUNTAS FREQUENTES:

*Tempo do procedimento: é realizado em um período médio de 3 horas

* Quantos kg vou eliminar?
1,0 a 2,0 kg em 24 horas

*Vou ter facilidade para emagrecer depois do DETOX?
Sim, pois seu organismo estará livre de toxinas que atrapalham a redução de peso.

ACELERE SEU EMAGRECIMENTO COM SAÚDE. NÃO DEIXE PARA DEPOIS. AGENDE SEU DETOX.

LOCAL: CLINI LIGHT

Rua Nelson caixeta de Queiroz, 161, sala 01

Atendimento : Segunda à Sexta.

Contato: 34 – 3832-7034 / Patrocínio-MG

NUTRICIONISTA – Dra. MICHELE ANDRADE SANTOS FONTE BOA

MASSOTERAPEUTA – MIRIAN CHRISTHIANE DE MENEZES

TROCA ENERGÉTICA: DOE, RECEBA E FAÇA SUA LUZ BRILHAR

Há uma tendência em  todo e qualquer ser humano de se sentir grande demais. Sim, Todo e Qualquer e Grande demais; isso porque em cada ser humano existe o ego. Você pode até se perguntar se alguém com auto-estima baixa é conseqüência de ego grande. Com certeza, porque se esta pessoa se sentisse igual, ela não se sentiria diminuída. Por perceber que não é tão importante, tão valorizada quanto gostaria, quanto acha que merecia, é que seu ego diminui. Temos que nos trabalhar para perceber que não somos superiores e sim que somos todos do mesmo nível, todos temos: carne, ossos, espírito, temos o mesmo sistema vital e vamos todos morrer.

Com Humildade o que temos que entender é que apesar de iguais na mesma condição de seres  humanos habitando o planeta terra, cada um de nós tem características peculiares, diferentes e especiais, mas nem pior ou melhor do que ninguém, só única, como o ser humano único que cada um de nós é. Falta muitas vezes é o reconhecimento desta luz pessoal para fazê-la brilhar.

Quando falamos o termo vampirização, que nada mais é e nada menos é que, quem tem mais deu pra quem tem menos, isto não é questão de ser julgado ou visto como algo, ou alguém negativo. Aí entra a lei da física: o positivo (+) doa para o negativo (-), ou o inverso na mesma condição: o negativo (–) recebe ou pega o positivo (+) em busca do equilíbrio. Não é nem questão de que o bom doou para o que é mal, ou que o malvado vampirizou o bonzinho. É questão de que o que tem mais reservas entrou na lei da compensação com o que está sem reservas.

É o que acontece, por exemplo, quando dizem: “fulana tem o olho ruim, olhou pra minha planta e a secou.” …….Coitadinho do olho da fulana (rsrs) e pra ela a gente dá a seguinte receitinha: “pra olho gordo: colírio light.”(rsrs) Estão entendendo?! É querer ser grande demais dizer que o outro é tão pior que comigo a planta não seca e que com ele a planta seca.

Fisicamente (dentro da física e do físico mesmo) há a lei da compensação: quem tem mais doa pra quem tem menos. Alguns se abrem para doar mais, outros menos, alguns necessitam receber mais e outros menos. E isso acontece a nível energético. Só que às vezes a pessoa está tão aberta para, que doa além do necessário e conveniente para se manter ainda em equilíbrio (o que geralmente ocorre a nível inconsciente). E esse doar nem significa ter doado apenas para uma pessoa, mas para toda uma situação em geral. Isso é natural. E se formos pensar de forma ainda mais profunda, chega a ser lindo quando é feito com humildade, porque esta troca de dar e receber (mesmo inconsciente) é ato de amor.

Mas para esta troca (visível em atos ou invisível) ser mais equilibrada, é preciso que seja igualitária em alternância. Ou seja, hoje eu dôo, você recebe e fica feliz; amanhã, em gratidão, você me doa  ainda um pouquinho mais, e daí eu fico mais feliz… e continuamos a troca na proporção crescente e satisfatória.   Esta é a troca ideal, o que nem sempre ocorre e promove o afastamento das pessoas.

Em todo contato com outra pessoa, em toda convivência e relação a troca energética ocorre, inclusive e até principalmente na relação entre homem e mulher, onde há um enorme ato de amor que culmina com o sexo. Quer troca energética maior? Mas nesta convivência também, se um doar mais que o outro, se sentirá “vampirizado”, independente de o companheiro ser considerado “bonzinho”, “evoluído” e estarem unidos por amor visível.

O que precisamos para manter o equilíbrio  é estarmos abertos em proporções iguais tanto para dar quanto para receber; e ainda nos cuidar, nos “reabastecer” em fontes naturais de compensação. Com certeza todos conhecem e têm os seus mais variados métodos. Mas o mais natural e simples de todos é a Natureza. Daí é: pés no chão, muitas plantas a volta, mente vazia sem julgamentos, coração com luz, respiração profunda, água, banho etc, etc, etc.

Tudo em busca do equilíbrio pessoal que deve ser associado ao reconhecimento da sua luz pessoal especial, assim como a dos seus companheiros de convivência. E quando cada luzinha se conscientiza do seu lugar, do seu papel, da sua beleza e importância especial, sem julgamentos de bom ou mal, melhor ou pior, e vai se juntando a outras luzinhas de mesma consciência, então formam uma luz tão esplendorosa que ofusca todo mal, que cura e contagia a distâncias inimagináveis.

O universo opera através de trocas dinâmicas; é aí que a luz brilha. Façam brilhar suas luzes e juntas brilhem muuiiitoo, no AMOR!!!!!

O MASCULINO(MEU PAI) E O FEMININO(MINHA MÃE) EM MIM

O MASCULINO E FEMININO EM MIM

Quando falamos da união do Masculino e do Feminino em relação ao nosso equilíbrio interno, geralmente não temos consciência da dimensão do que isso significa. Eu mesma, em outros artigos já postei sobre isso, mas só agora, com um zohar, através de uma prática de Constelação Familiar compreendi a extensão disso.

Temos Vida, isso é lógico e fato, e é a única certeza que tenho a respeito de qualquer um que esteja lendo este artigo agora. Cada um precisou de um homem (pai) e uma mulher (mãe) para que tenha ocorrido sua fecundação. Isso também é fato e óbvio, mesmo que não se saiba quem é ele e/ou quem é ela. Mesmo que não sejam reconhecidos e estimados, existe aí um homem e uma mulher que se uniram e geraram vida. Você pode dizer que foi Deus que te deu a Vida. Sim, mas esse Deus precisou dessa mulher e desse homem, senão você não existiria. Só e tão grandemente por isso, você deve a ele e a ela toda honra e respeito.

Quando nego, não reconheço, não bendigo(falo bem) e não honro meu pai e/ou minha mãe, eu nego a mim mesma, porque sou metade ele e metade ela. É genético, comprovado em laboratório por exame de DNA que somos resultado da união de dois: masculino e feminino.

Quando falo do equilíbrio do masculino e feminino em mim, isso vai muito além de reconhecimento e tentativa de harmonizar forças opostas pessoais: suaves e fortes, divinas e divinos, de sombra e de luz, etc e tal. Quando falo do equilíbrio do masculino e feminino em mim, fortemente quero dizer: reconheço e amo meu pai e minha mãe em mim.

Independente se o pai ou a mãe tenham sido um assassino ou uma prostituta, e seja lá o que tenham feito de suas vidas não merece julgamento, só gratidão por terem dado o que há de mais sublime: a vida.   Mas muitas vezes há o pensamento de que, se aceitá-los como são e reconhecê-los,  haverá uma herança do que há de ruim. Então é mais fácil renegá-los, excluí-los por julgamento e acusação.

Só que, negar e não honrar um pai e uma mãe, assim como as gerações masculina e feminina anteriores a eles (os antepassados de sua árvore genealógica), faz com que a cadeia sistêmica familiar se desarmonize, e que haja uma repetição de fatos como um compensando pelo outro. É necessário que se dê a cada um o seu lugar, o seu papel, o reconhecimento de sua função única e intransponível para que cada geração futura viva independente da lei da compensação pelo que houve no passado.

Para que isso se harmonize é necessário este reconhecimento com lançamento de amor e gratidão a cada um deles. E é importante se colocar também no seu lugar, no seu papel, com reconhecimento do Sagrado Masculino e do Sagrado Feminino que há em você,  e ter posicionamento pessoal de que você dá conta de construir e viver sua vida com individualidade dentro desta cadeia familiar, e assim ser capaz de construir sua própria história com toda glória e abundância que o cosmo tem pra você.

Só se pode caminhar com passos fortes e para frente quando se é capaz de olhar para traz e reconhecer que tudo está no seu lugar e que o que você traz de bagagem é a sua fortaleza!

**** Namastê e gratidão a meus pais: Mauro Menezes de Ávila e Iracema Marra de Menezes ; aos meus avós paternos: Elvira Esteves de Menezes  e Eneas Cândido de Menezes ; aos meus avós maternos: Izaltina Pereira Mendes e José Coelho Marra ; aos meus bisavós paternos: José Cândido de Menezes e Maria Teófila da Fonseca, Nestor Esteves Borges e Ana Anagélica de Ávila; aos meus bisavós maternos: Moreto Coelho Duarte e Narciza Nogueira Marra, José Pereira Nascimento  e Maria Rosa Mendes;  meus tataravós:  Domingo Rabelo da Fonseca, Antônio Esteves Borges e Mariana Martins de Ávila, Elói Martins de Ávila e Ana Rita do Amaral, Antônio Clemente do Amaral . Lanço amor a todos e em nome deles reconheço e honro todos os demais antepassados da minha árvore genealógica, incluindo os que não sei quem são, mas que Deus sabe.

SENHOR, ABENÇOE OS MEUS ANTEPASSADOS. ILUMINE E CURE TODOS QUE FAZEM PARTE DA MINHA ÁRVORE GENEALÓGICA. QUE A LUZ DIVINA DO AMOR ENVOLVACADA UM E TODO O SISTEMA FAMILIAR. QUE TODOS OS REGISTROS DE CADA GERAÇÃO SEJAM PLENAMENTE CURADOS E HARMONIZADOS, DE  FORMA QUE A PAZ E A ALEGRIA SE FAÇAM PRESENTES ENTRE TODOS E QUE AS HERANÇAS  SEJAM SOMENTE BENÉFICAS NA ORDEM DA GRAÇA E ABUNDÂNCIA DIVINA. CADA DA MINHA ÁRVORE GENEALÓGICA É RECONHECIDO, ACEITO E HONRADO EM SEU LUGAR E EM SEU PAPEL DE AMOR!

OBRIGADO A TODOS OS MEUS ANTEPASSADOS E A DEUS PELA GRAÇA DA VIDA MARAVILHOSA! SOMOS TODOS ABENÇOADOS. ASSIM É.

Forças intrínsecas dos elementos em cada mulher

Correlacionado ao trabalho com mulheres, ao Sagrado Feminino, aqui menciono conhecimentos da sabedoria chinesa sobre as essências intrínsecas em cada mulher. São as cinco forças transformadoras dos cinco elementos presentes em tudo no universo. Cada ser tem uma força especial e predominante que o caracteriza, desde o momento que lhe é dado o sopro da vida.  Pela análise dos 4 Pilares, na cosmologia chinesa, identificamos a presença dessas forças . E a identificação dessas essências ajuda no auto-conhecimento.

MADEIRA – A VISIONÁRIA


Uma pessoa com afinidade pela Madeira é impulsionada pela necessidade de ação, movimento e realização. Ela tem profundos e abundantes recursos que lhe permitem ver desafios como aventuras, sempre se obrigando a ir até o limite e tendo bom desempenho sob pressão. Seu amor pela aventura e seu desejo de ser a primeira e a melhor a ajudam a transformar seus sonhos em realidades.

A Sabedoria da Madeira

Madeira no interior da terra cresce para cima… o que possibilita a ascensão não é a violência, mas a modéstia e a adaptabilidade… A madeira cresce no interior da terra sem se deter e sem se apressar, contornando, graças à sua adaptabilidade, todos os obstáculos. Assim também a mulher superior é devotada e, com espírito abnegado, nunca interrompe seu progresso.         _      O I CHING

FOGO – A COMUNICADORA


Uma pessoa com afinidade pelo fogo tem a capacidade de sentir enorme alegria, que pode ser usada para forjar relacionamentos fortes e duradouros. Intuitiva e enfática, ela anseia por fundir sua natureza com a dos outros e sofre intensamente quando é separada daqueles que ama.

A Sabedoria do fogo

Aquilo que é obscuro liga-se ao que é luminoso e assim realça a claridade deste último. Um corpo luminoso irradiando luz deve ter dentro de si alguma coisa que persevere; caso contrário, com o tempo se consumirá. Tudo o que é luminoso depende de alguma coisa à qual se liga, para que possa continuar a brilhar.     _  O I CHING

TERRA – A PACIFICADORA

Uma pessoa com afinidade por Terra tem a capacidade de nutrir a si mesma e aos outros, de meditar disputas e de criar comunidades afetuosas. As pessoas de Terra florescem na paz e na harmonia e são desequilibradas pelo desacordo e pela discórdia.

A Sabedoria da terra

Em sua devoção, a Terra sustenta, sem exceção, todas as coisas, boas e más. Da  mesma maneira, a mulher superior torna a seu caráter amplo, puro e resistente, de modo a poder dar apoio e ser tolerante com as pessoas e as coisas.  _   O I CHING

METAL – A ARTISTA


Uma pessoa com afinidade por Metal tem um forte senso estético e um profundo e abrangente interesse por questões espirituais. Firmada no solo pela terra e inspirada pelo céu, sente-se impelida a se elevar na direção das verdades supremas da arte e da filosofia. As pessoas de Metal têm dificuldade de abrir mão e se libertar.

A sabedoria do metal

Não podemos perder aquilo que verdadeiramente nos pertence, mesmo se o jogarmos fora. Assim sendo, não é necessário que nos angustiemos. Devemos cuidar somente de permanecer fiéis à nossa própria essência e não dar ouvidos aos outros.        _    O I CHING

ÁGUA – A SÁBIA

Uma pessoa com afinidade por água contém dentro de si mesma um profundo sentido do poder do silêncio, a paciência e da introspecção. Ela sabe como viver no momento, enchendo-se de potencial e disposição para quaisquer desafios e aventuras que a vida possa apresentar.

A sabedoria da água

Água … flui, prossegue sempre fluindo e vai preenchendo todas as depressões que encontra; não vacila diante de nenhuma passagem perigosa, não retrocede diante de nenhuma queda, e nada a faz perder sua natureza essencial. Ela permanece fiel a si mesma em todas as circunstâncias.  _ O I CHING

Referências: livro: NA CASA DA LUA Resgatando o Espírito Feminino da Cura  – Jason Elias e Katherine Ketcham

AS CINCO FORÇAS TRANSFORMADORAS

“As coisas que se harmonizam em tom, vibram em conjunto. As coisas que têm afinidade em suas essências mais íntimas atraem-se mutuamente. A água flui para o que é úmido, o fogo volta-se para o que é seco… O que nasce do céu tende para o que está acima. O que nasce da terra tende para o que está abaixo. Cada um segue o que lhe corresponde.” ( Confúcio)

Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água, pela sabedoria chinesa, são as cinco forças que fluem e refluem como marés na natureza e dentro de cada um de nós. À proporção que aprendemos a reconhecer como essas forças operam em nosso íntimo, expandindo e contraindo da mesma maneira que exercem influência no mundo natural, sentiremos uma conexão com o todo que se estenderá além de um profundo apreço pelo equilíbrio e harmonia da vida.

De acordo com o Clássico do Imperador Amarelo: “Os sábios combinavam Água, Fogo, Madeira, Metal e Terra… e os consideravam como inseparáveis e constantes.” Cada uma dessas forças é fundamental para o todo, pois a vida como a conhecemos não poderia existir sem todas as Cinco Forças Transformadoras. Cada força gera e sustenta as outras e um aumento ou declínio em qualquer uma das forças enviará reflexos de significado, formando ciclos. Estes ciclos podem ser: gerador e de controle.

O Ciclo Gerador

Neste ciclo as Cinco Forças Transformadoras geram e se sustentam umas as outras num processo de crescimento. De acordo com a teoria clássica chinesa, o universo foi formado por uma bola maciça de FOGO, que por fim se esfriou para criar a TERRA. À medida que o processo de resfriamento prosseguiu, o centro da Terra se solidificou em minerais e metais preciosos(METAL), que permearam a ÁGUA e fortaleceram suas qualidades de vida. A água então contribuiu para a proliferação da matéria vegetal (MADEIRA), que queimou para criar o FOGO, que criou mais cinza (TERRA), que se solidificou em METAL, que intensificou a ÁGUA e assim por diante…

O Ciclo de Controle

Cada uma das Cinco Forças Transformadoras restringe e inibe as outras, assegurando que nenhuma das outras forças saia do controle e se torne predominante. A ÁGUA controla o FOGO apagando-o; o FOGO restringe o METAL, derretendo-o; o METAL inibe a MADEIRA, cortando-a; a MADEIRA restringe a TERRA cobrindo-a (prendendo a terra em seu lugar com as raízes); a TERRA controla a ÁGUA ao absorvê-la e ao formar margens para mantê-la dentro de limites.

Estes dois ciclos demonstram a interdependência e interconexão das Cinco Forças Transformadoras, e eles operam em conjunto para assegurar o equilíbrio. Em diferentes momentos do dia, do mês, da estação, do ano, da vida, sentiremos o avanço e recuo de cada uma dessas forças porque tudo na vida é caracterizado pela mutação.

Usamos a combinação dessas Cinco Forças Transformadoras no Feng Shui para a harmonização ambiental e consequentemente harmonização pessoal. Todas essas cinco forças existem em tudo e dentro de cada ser humano, mas cada ambiente, cada indivíduo, tem uma força específica que predomina e energiza sua identidade até mesmo seu destino.

Conhecer a expressão singular de cada uma das Cinco Forças, e identificar a força primariamente responsável pela criação e sustentação da sua natureza básica ,  traz auto-conhecimento e ajuda a compreender melhor seu temperamento e personalidade, e a ter consciência de sua atração menor e aversão por outras forças, correlacionadas tanto a período do dia, clima, direção, sabor, funções fisiológicas, psicológicas, espirituais.

Nas próximas postagens mencionarei cada um desses elementos, cada uma dessas forças.

********************************************

referências: NA CASA DA LUA – RESGATANDO O ESPÍRITO FEMININO DA CURA – Jason Elias e Katherine Ketcham

NÃO HÁ CONQUISTA SEM SACRIFÍCIO, OU A CADA PASSO UMA CONQUISTA?!!…(??)

Subindo o Pico da Bandeira,  passo-a-passo superando desafios e conquistando o caminho…
p2220489

dsc03901

p2220486

p2230568

p2230522

Nunca entendi direito o que leva o ser humano a testar seus limites de superação, no que se refere a esportes e muitas aventuras, embora eu sempre tenha achado legal e admirado tudo isso.

Neste carnaval pude entender um pouco o que isso significa e posso dizer que é algo apaixonante e de se viciar…

Pico da Bandeira!! Lá vamos nós, duas amigas e eu enfrentar 13 horas de viagem de carro, diretão de Brasília a Serra do Caparaó (divisa de Minas com Espírito Santo), viajando madrugada adentro sem parar, nem pra um cochilo, só mesmo pra dar uma passadinha no carnaval de Ouro Preto às 3 da madrugada e encontrar um carnaval já quase morto àquela hora. (-:

Então seguimos viagem com direito a uma outra paradinha às 5 da madrugada em um hotelzinho em Ponte Nova para um banho. E aí, pé na estrada de novo até Alto do Caparaó, lugarejo de Minas ao pé do Pico da Bandeira.

Lá, como já havia sido combinado antes, encontramos com um pessoal de São Paulo e de Divinópolis, e ainda sem dormir fomos pra Cachoeira das Andorinhas nadar nas águas frias, em um lugar meio mágico no meio das pedras pra renovar as energias e tirar um cochilo ao som das águas.

Depois, entramos no Parque Nacional do Caparaó e ainda de carro, após subir, subir…. chegamos ao nosso primeiro acampamento e montamos barraca pra passar nossa primeira noite friiiia!! Banho? Sim, o local tinha infra estrutura de banheiros, mas devido às baixas temperaturas do inverno, o sistema de aquecimento do  chuveiro nunca resiste e estoura, então, banho por lá é mesmo gelado. Energia elétrica? Luz só da lua e das estrelas, de lanternas e também de um lampião que um companheiro levou e compartilhou conosco, assim como o fogareiro pra prepararmos nosso miojo – comida básica de todos os dias. (-:

No outro dia, à tardizinha , com a possibilidade de ainda pegarmos uma chuvinha, começamos a subir rumo ao Pico da Bandeira. Meta do dia: 4,5 km até o próximo acampamento, o Terreirão. Mochila nas costas, carregando barraca, saco de dormir, água e comida, lá vamos nós com todo aquele peso, que aumentava à medida que os metros avançavam (-: O trajeto?? Fui “enganada” a respeito do que encontrei na trilha: pedra, pedras, pedronas, água , buracos… A vista do lugar?? Maravilhosa !!! Rio com cascatas e cachoeiras seguiam a lateral do trajeto e podiam ser avistados à distância, muitas plantas e flores da região, borboletas, as brumas ao longe e que às vezes nos envolviam. Mas tudo isso ia sendo curtido na medida que dava, pois não podíamos parar muito pra conseguir chegar ao segundo acampamento antes de anoitecer.

No segundo acampamento, já escurecendo, montamos de novo barraca, mas dessa vez, por sorte, pudemos contar com um abrigo; pois além do frio de uns 8 graus (imagino eu), naquela noite ainda caiu uma chuvinha. Neste abrigo, o ronco de um capixaba que por lá também se abrigou, atrapalhou um pouco nosso sono, mas também nos divertiu muito (-:, e valeu também o vinho que ele levou e compartilhou (-:. E mais uma vez, banho gelado e miojo. (-: Detalhe desse miojo: foi feito com água de uma torneira na qual surgiu depois algo estranho, tipo bigode de um peixe . Seria de um bagre??!! Bem, se fosse de um peixe seria mais provável de um jaú, pelo tamanho que era. (-: Ou seria antenas de um caracol??!! Ninguém entendia o que era aquilo que ficava mexendo pendurado no encanamento e não saía. Descobrimos o que se tratava só no outro dia, quando um companheiro resolveu retirar a torneira e encontrou um “simples” grande verme. O que fazer? Tomar vermífugo depois . (-:

Às 2 e meia da madrugada, com mochilas mais leves, lá vamos nós de lanterna na mão subir mais 4,5 km do trajeto mais difícil. Aí entendi o que é superação de limites e fiquei grata por ter uma bota própria nos pés, por ter iniciado uma musculação há um mês e por suar muito na minha dança de salão toda semana; e mais ainda, por termos feito esse trajeto à noite, o que me permitia ver apenas cada passo que eu teria que dar, pois senão, não sei se eu teria conseguido e  animado chegar ao final.

Nosso objetivo era chegar ao Pico da Bandeira para ver o sol nascer por sobre as nuvens. Não conseguimos chegar a tempo, pois em determinado momento nos perdemos na trilha, ou melhor, perdemos as benditas setas  amarelas (-: e tivemos que retornar. Mas aos trancos e barrancos, caminhando sobre pedras, águas correndo em pedras escorregadias, terrenos alagadiços, subidas e descidas que muitas vezes necessitava da ajuda das mãos; íamos também curtindo a madrugada com lua e muitas estrelas no céu… Às vezes uma ou outra estrela cadente com direito a pedidos… O céu ia começando a ficar vermelho e continuávamos superando nossos desafios físicos e mentais.

Enfim, por volta das 6 da manhã chegamos ao topo, atingimos os 2.892 metros de altitude no alto do Pico da Bandeira e pudemos estar literalmente sobre as nuvens.

Valeu a pena?! Sim, e como valeu!!

Valeu meus queridos : Marcel, Andrea, L H, Elenice, Canuto, Joelma, Mara e Fannya !

Justificando o título que coloquei acima, há duas frases comuns por lá, no Alto do Caparaó, presente nas camisetas, adesivos e etc. :

** NÃO HÁ CONQUISTA SEM SACRIFÍCIO

** A CADA PASSO UMA CONQUISTA

Pra quem faz trilhas, esportes radicais, entenderá o significado da primeira, mas com base nos conhecimentos da lei da atração e por acreditar que podemos ter conquistas sem nos sacrificarmos, e por eu ter conseguido atingir o meu objetivo centrada em cada passo que dava, então eu elejo a segunda:

A CADA PASSO UMA CONQUISTA.

Que seja sempre assim!!…

Usufruindo a conquista no topo do Pico da Bandeira…

p2230532

dsc03953

p2230552

p22305401

É lá que fomos… à 2892 metros de altitude no Pico da Bandeira …

p2230573

“Todos nós sonhamos em subir para lugares onde ninguem nos alcançará.

Ser a diferença onde vivemos.

Ser aquele que tem o brilho no olhar, a conquista no falar, e a seriedade em conquistar…

A liberdade de escolher e trilhar os próprios caminhos…

E chegar ao fim, que é a felicidade e a realização de uma vida onde o amor pode ser visto!”

SIM, EU SOU MÍSTICA

p1190264

“Você é meio mística, né?!” Como eu ouço este comentário com freqüência!

Certa vez, diante da proposta do meu curso de criação de mandalas, eu ouvi o seguinte de uma pessoa: “Ah, não vou fazer esse curso não, é muito místico!” Sem julgar, mas só comentando, essa pessoa é alguém que pinta e borda (literalmente e não literalmente), e no entanto, o fato de se trabalhar com mandalas é onde parecia “morar o pecado”. Talvez o incômodo maior, inconsciente, é que, o trabalhar com mandalas proporciona mudanças , harmonizações internas, e a pessoa precisa estar aberta pra isso.

Mencionei esse fato, porque na época isso me fez buscar o conceito de ser místico. Fiz isso porque percebo que sempre que as pessoas usam o termo ‘místico’, é como se referissem a algo ou alguém que fugisse totalmente da normalidade e padrões convencionais dos “bons caminhos” que levam a Deus; entendido por muitos como um Ser Supremo que fica lá no céu e só O conectamos dentro de um templo, seguindo dogmas religiosos. Foi então que logo na abertura do meu curso, entreguei um texto informativo sobre o que é ser místico.

Isso já vai pra ano e resolvi escrever sobre isso agora, pela freqüência  do que ouço sobre  minhas crenças. A última vez foi a dois dias atrás …

Caminhando por uma trilha em direção à cachoeira e mar na região de Itacaré – BA, estava com um guia turístico e ao passar por determinada planta comentei com ele: “Você conhece essa plantinha? É chamada de Abre  Caminhos, e tomar um banho com essas florzinhas é muito bom! ” Então ouvi dele: “Você é mais baiana que eu!!” rsrs De longe que ele se referia ao meu biotipo físico, a começar pela minha brancura difícil até de me bronzear! rs E foi aí que ainda dele, mais uma vez eu ouvi: “ Você é meio mística, né!?”

SIM, EU SOU MÍSTICA.

Termos da Wikipédia:

“ Por definição natural, misticismo é a prática, estudo e aplicação das leis que unem o homem à Natureza e a Deus.

Desta forma, a Mística se distingue da Religião por referir-se à experiência direta e pessoal, com a divindade, com o transcendente, sem a necessidade de intermediários, dogmas ou de uma Teologia.”

“O místico é aquele que aspira a uma união pessoal ou a unidade com o Absoluto, que ele pode chamar de Deus, Cósmico, Mente Universal, Ser Supremo, etc. (Lewis, Ralph M)”

Termos meus:

Ser místico pra mim é perceber a Presença Divina em todos os reinos: mineral, vegetal e animal, e saber me conectar com ela.

Não sei bem onde está na Bíblia, mas encontramos lá menção de que a igreja somos nós, e se quisermos conectar com Deus, busquemos o silêncio, e façamos a conexão com nosso Deus interior.

Sou mística ao acreditar que tudo no universo está conectado e que o Deus que habita em mim, habita em você, habita nas plantas, no céu, no ar, no sol…

No livro de Lin Yutang, A Importância de Viver, ele fala que Deus emprega a mesma força na criação de uma montanha ou de uma escama de um peixe. Então, Ele está em mesma intensidade nas grandes e pequenas coisas. É tudo uma comunhão, ou Comum-União!

O que me torna mística é essa crença e o respeito por essa Divindade presente em tudo; e a minha conexão com ela me faz sentir mais inteira e acreditar e ver a vida de forma muito mais bela!

Meu NAMASTÊ pra você !

Ou em outras palavras: O DEUS QUE HABITA EM MIM , SAÚDA O DEUS QUE HABITA EM VOCÊ!

Invocação do Sol – Suryavan Solar

Como 2009 é um ano regido pelo sol, vou compartilhar aqui três invocações pedindo bençãos ao nosso astro-rei. São três invocações por Suryavan Solar, do Cóndor Blanco, cada uma pra um momento do dia. Se possível faça-a ao ar livre e sempre voltado para o sol.

S o l  d o  A m a n h e c e r
Invocação
Por Suryavan Solar

Com o Sol da manhã
Nasce a Força e o Amor.
Com o Sol do Amanhecer
Nasce a Vida e a Alegria
De cada Ser.
Com o Sol do Amanhecer,
Todos poderíamos Cantar e Dançar
E todos devemos Honrar
Seus primeiros Raios de Luz,
Seus primeiros raios mágicos
De Amor e Vida
Com uma Invocação assim:

Sol do Amanhecer,
Me inclino ante ti
Para receber a benção
De teus primeiros Raios.

Sol do Amanhecer,
Que ao tocar minha testa,
Se acenda a Consciência
Que desperte minha Sabedoria
Para perceber a diferença
Entre a Ilusão e a Realidade.

Sol do Amanhecer,
Que ao tocar meu coração
Se acenda a Paixão
Que levo dentro
Para poder cumprir
Meu Sonho Amado.

Sol do Amanhecer,
Que ao tocar meu Plexo
Se acenda o Valor
Para lutar sem desistir
Pela Vida.

Sol do Amanhecer,
Que tua Luz seja minha Guia
E eu seja teu Seguidor.
Que cumpra minha Missão
Sem dúvidas nem desculpas.
Que eu avance sem parar,
Vencendo
os obstáculos
E sem desistir jamais.

Sol do Amanhecer
Que te levantas cada dia
Como poderoso Senhor,
Cubra-me com teu Manto de Luz
E Protege aos de minha Tribo

Para que juntos possamos
Forjar o Caminho à Vitória
E contatar com o Poder da Origem,
Com nossos Guias e grandes Mestres
E com nossos Aliados e Amigos.

Te peço o Respeito e a Confiaça
Para meus Companheiros de Caminho
E para minha Tribo Amada,
E te peço Proteção
Para a Luz do Mestre
Que me guia.

Sol do Amanhecer,
Assim como te levantas cada dia,
Dê-nos a Dignidade e a Fortaleza
Para Levantar-nos também
E poder Caminhar e Correr
E, um dia, poder Voar
Às estrelas do Céu
E chegar à ti,
Amado Sol…

Sol  do  Meio-dia

Invocação Ancestral
Por Suryavan Solar

Grande Pai
Protetor do Universo,

Recebo agora
Teu Calor e Energia
Junto ao Sol que ilumina
Este Mundo.

Estou de pé
Com todos meus Chacras Alinhados,
Desde meu Espírito
A minhas Raízes na Terra.

Que eu tenha
Clareza Mental

E alcance de Visão
Para Saber
O verdadeiro Propósito
Deste Dia,

E com teu Calor, tua Luz
E  Proteção
Possa cumprí-lo com Entusiasmo,
Valentia, Amor e Sabedoria.

Que meus Pensamentos,
Palavras e Ações
Sejam Protetoras
Como teu Calor,
E Precisas
Como teus Raios de Luz.

Agradeço
Por esta Manhã

E pelo Presente Dia.
Agradeço pelos seres
Que tem confiado
Em meu Potencial
E em meu Destino,

Dando-me
O Treinamento

E o apoio que peço,
Dando-me
Luz, Amor e Fortaleza em
Meu Caminho.

Peço Sabedoria
E as Habilidades

Para Apoiar minha Equipe
E à todos aqueles
Que me corresponda Guiar.

Grande Pai Protetor
Do Universo,

Agradeço
Pela mais Grandiosa
Das Oportunidades,
A que está a ponto
De vir à minha Vida

Sol do Entardecer
Invocação
Por Suryavan Solar

Pai Sol
Que já te escondes,
Finalizando o Dia
Para dar passagem a Noite.

Envolve-me com teu Calor
E tua Energia.
Entrega-me teus últimos Raios
Para descansar Protegido
E poder viajar através
Dos Sonhos
À um lugar especial.

Agradeço cada instante
Vivendo baixo teus Raios.
Agradeço
Tua Luz, teu Calor e tua Força.
Agradeço todo o Amor
E a Consciência obtida
Durante este dia.

Pai Sol que não descansas
E agora iluminas a outros seres
Do outro lado do Mundo,
Me dê a Conexão e a Visão
Para poder descobrir
Ao Grande Sol que na noite
Segue iluminando,
Dando a Introspecção,
A Pureza e o Brilho
Para que minha Aura se expanda
E para que a muitos
Toque minha Alma.

Que toda a Tribo Humana
De mãos,
Caminhemos juntos para que meu
Sonho,
O Sonho de viver unidos todos,
O façamos realidade

E novamente esta Tribo
Volte a Elevar-se
E descubrir seu Potencial
Do que um dia Foi e
Do que podemos conseguir.

Pai Sol,
Me dê a integridade
Para resistir o Frio
E a Solidão
Nas noites geladas
E recordar teu Calor.

Me dês tua Solidez,
Tua Proteção e Carícia
Para confortar-me
E distanciar a Desolação
E a Escuridão,
Para encontrar a Paz e
Para poder Existir em paz.

Pai Sol,
Deixa-me seguir teu exemplo
Para Brilhar
Pela Eternidade

Rituais para atrair boas energias para 2009 – by Soraya Mariani

 

2009 – Ano Feminino regido pelo Sol

Pela astrologia, 2009 será regido pelo Sol; ele representa o eu interior e determinará o início de um novo ciclo. Na cabala o sol corresponde a Sefirah de nº 06, que é o ponto central da árvore e tem relação com o nosso Chacra Cardíaco.


Ao ver essas interpretações, eu gosto de fazer as minhas e de forma positiva, sempre. Então acredito que 2009 será um ano propício à evolução interna e expansão do amor incondicional, um ano iluminado e produtivo, já que o sol é fonte de vida, e sua luz faz as sementes germinarem.


Por outra interpretação, dizem que 2009 será também um ano feminino e da coletividade. Propício para o retorno da mulher poderosamente feminina, e com destaque para as pessoas de alma sensível. A soma numerológica do ano resulta 2, que representa o Princípio Feminino no seu estado mais puro e contém nossas experiências ancestrais relativas ao surgimento do grupo. N a numerologia, o 2 é acima de tudo pacificador e consegue unificar lados opostos, encontrando sempre o equilíbrio entre as forças.


Ao ler as influências do Sol e do Feminino em 2009, me lembrei do Império Inca, o Império do Sol. Para os povos incas, a representação da divindade suprema era o sol – INTI. E dizem que o homem andino passou a chamar-se filho do sol porque seu ideal era ativar o seu “sol interno”, reconciliando as forças femininas da Mãe Terra (Pachamama) com as forças masculinas do Grande Criador (Viracocha), e com isso, buscavam viver o equilíbrio e manifestar profundamente seus poderes, para serem brilhantes como o nascer do sol.


As mulheres daquela época também tinham grande relevância. Em torno de 90% dos esqueletos encontrados nas ruínas de Machu Picchu são de mulheres. Essas mulheres eram dotadas de grande exemplo de força, fossem elas guerreiras, sacerdotisas ou artesãs, cuidassem da terra, da casa ou dos filhos, servissem aos homens ou aos deuses. E a força dessas mulheres, também chamadas de Mulheres do Quinto Mundo, “ressurge” hoje para nós com a missão de despertar a espiritualidade e fazer-nos entender que além de satisfazer nossas necessidades básicas da matéria, é imprescindível compreender a nossa essência divina.


Um 2009 de muita luz, equilíbrio interno, brilho,  evolução pessoal e material, e muito amor!


*************************************************************

No Solstício de Inverno, o povo andino peruano celebra a sua maior festa: a INTI RAYMI, ou Festa do Sol:

viagem-machu-piuchu-660

viagem-machu-piuchu-1072

viagem-machu-piuchu-1075

viagem-machu-piuchu-1070

*********************************************

*** Obs. Pela cosmologia chinesa, 2009 será o ano do Boi. Na época da virada do ano chinês escreverei um pouco sobre isso

PARA 2009: MUITO FOGO INTERNO!!

 

                                              

 

                                       

      

Ao receber uma massagem ayurvédica durante um curso, num dia muito frio e chuvoso por sinal, de repente ouvi o comentário da amiga que me massagiava: “o abdômen dela está tão quente!” Como resposta ouvi da instrutora: “é o fogo interno.” Algo parecido eu já tinha ouvido algumas semanas antes no curso de dança circular, quando saí da sala em um intervalo pra tomar água (num dia geladérrimo em São Paulo) – e ao retornar, a focalizadora me perguntou se eu tinha me “refrescado” lá fora e eu disse que não, que estava ainda com muito calor. Aí ouvi: “ êeh fogo interno!”

 

Ao ouvirmos falar de fogo interno, logo imaginamos alguém muito “fogoso”. É … pode até ser visto assim, no entanto, o fogo interno pode ser interpretado e direcionado de várias formas.

 

Mas em que ele consiste mesmo? 

 

Ele é o que nos dá impulsos na vida! É o que nos faz “brilhar”!

 

O Sol , o planeta e o ser humano têm o fogo interno,  a parte interior que emana calor, prana. No homem podemos até dizer que ele está na região do coração, mas na verdade seu centro de força está a uns 10cm abaixo do umbigo, o lugar fixo de nossa energia vital. O princípio da vida se localiza no coração, mas a vontade de ser se localiza na base da coluna, no chacra básico; e seu aspecto principal é a inocência, que é a alegria pura, sem preconceitos, sem limitações e que nos dá os direcionamentos da vida.

 

“Brinco” que esse é o fogo do tesão, mas não só o tesão da forma sexual como interpretamos. Ele está relacionado também ao tesão pela vida, aquele que faz com que façamos as coisas acontecerem. Neste centro se unem espírito e matéria e a vida se relaciona com a forma. Quando ativamos esse fogo, ele se ascende por todos os outros centros energéticos de nosso corpo, promovendo alinhamento, equilíbrio e irradiação.

 

Como podemos reavivar esse fogo?

 

Uma forma de se reavivar um fogo não é pelo movimento do ar?! Então, para ativarmos nosso fogo interno, um ótimo exercício é uma boa respiração.

 

Faça respirações longas e balanceadas. Ao inspirar direcione o ar para o baixo ventre, elevando-o. Visualise uma luz vermelha/ âmbar nessa região. Mantenha o ar por alguns segundos e expire lentamente. Continue por alguns minutos… E …

 

Bem, e que seu fogo interno acenda e ascenda por todo seu corpo, irradiando muito calor humano, muita alegria e impulsos para concretizações de seus mais puros desejos  neste ano de 2009!  

 

 

Curso Sagrado Feminino – Um Círculo de Mulheres em Patrocínio , com Mirian Menezes em janeiro de 2009

 

 

“O SAGRADO FEMININO ESTÁ RELACIONADO À FORÇA GERADORA DE VIDA QUE ESTÁ NO UNIVERSO E DENTRO DE CADA UM DE NÓS.”

 

“O TRABALHO EM UM CÍRCULO DE MULHERES REAFIRMA QUALIDADES ESPECIAIS QUE AFLORAM A FEMINILIDADE, SENSUALIDADE, AUTO-ESTIMA E A ESPIRITUALIDADE.

 

NESSE EFEITO, NÓS MULHERES VAMOS TRANSFORMANDO NOSSAS VIDAS, RELAÇÕES E MUNDO…”

 

DESPERTE AS DEUSAS EXISTENTES EM VOCÊ!

 

ENTRE NESSE CÍRCULO E SINTA A FORÇA DA SUA ALMA FEMININA!

 

DATA DO PRIMEIRO ENCONTRO: 10 de janeiro de 2009

 

LOCAL – (será passado aos inscritos posteriormente) 

 

HORÁRIO DE INÍCIO DO PRIMEIRO ENCONTRO– 15:00 HORAS

 

PALESTRA ABERTA AO PÚBLICO – dia 06 de Janeiro às 19:00 horas no espaço terapêutico Viver Bem (av. Faria Pereira, 2236 sala 2)

 

ATIVIDADES – Arte-terapias, Danças, Meditações, Culinária, leituras, estudos.

 

CONTEÚDOS O retorno do Sagrado Feminino/ O Deus e a Deusa: Masculino e Feminino/ Os Arquétipos das Deusas Interiores/ Ciclos da vida: A Mulher como Donzela, Mãe e Anciã/ Relacionamentos: Amor por si mesma e pelo outro/ Poder das Ervas, Pedras, Flores, Cores/ Chacras/ Elementais / Mestres Ascensos/ A Lua e sua influência/ A Culinária como Magia Transformadora/ O poder do pensamento: a intenção promovedora de realizações/ Massagem : O toque devocional de amor/ Altar: Nosso contato com o Divino/ Aromas e Florais/ Orações, mantras, sons /  A Dança em nossa vida.

 

FOCALIZADORA – Mirian Menezes – terapeuta ambiental e pessoal com formações em Feng Shui, Geobiologia, Geometria Sagrada, Reiki, Magnified Healing, Light Healing, All Love, Dança Circular, Florais Saint Germain.

 

 

VALORR$ 480,00 (em 6 parcelas de R$ 80,00 com entrada + 5 cheques pré-datados para: Março, Maio, Julho, Setembro, Novembro  – repassados no ato da inscrição)

 

INSCRIÇÃO – até 06 de janeiro com Mariângela Ramos

 

 

MAIORES INFORMAÇÕES – Ana Valéria (9109 – 7021) ) ou Mirian Menezes ( 3831-9745 / 8861-6164)

e-mail – mirianchma@gmail.com

 

 

 

 

Tempo acelerado … Florais … 20.000 visitações no blog

Ando meio sumida do meu blog, mas o tempo anda acelerado, muitas coisas acontecendo; e que bom!

Quando nada acontece significa que está estagnado. Mesmo que de primeiro impacto os movimentos pareçam ruins para alguns, na verdade não são, só significam mudanças. Sempre agradeço meus movimentos de vida, mesmo porque dizem que a paz está no movimento e não no que está parado, subentendido por alguns como calma e tranquilidade. Acho que já até escrevi sobre isso. Me lembro também que certa vez, conversando com o jornalista e terapeuta Joacir dos Santos, ele me disse que quando tudo estava parado na família,ele comia pequi, de preferência a poupa do pequi com a flor do mesmo. Fiquei meio intrigada e questionei sobre isso. Daí entendi que esse alimento tem capacidade de promover mudanças nos planos sutis e consequentemente na vida das pessoas; e como ele mesmo disse, quando a família está muito tranquila e muito quieta isso não é bom, porque nada está acontecendo, e com isso não há evolução.  Entendi então que a flor do pequi nesse caso tem a função do floral. E aí eu pergunto: existe o floral do pequi? Se alguém souber, me envie e-mail por favor.

 Estive recentemente em Brasília fazendo um curso de Florais Saint Germain pela Asteflor e sei que nessa linha não há. E já que, sem querer acabei falando de florais,devo dizer que os de Saint Germain agem nos planos sutis e rapidamente. Falo primeiramente como usuária de vários e afirmo isso por experiência. Muito perceptíveis promovem mudanças rápidas nos padrões vibratórios de nossas vidas e do ambiente (agora há também os florais específicos para harmonização ambiental). Eles alteram e equilibram mesmo. E neste tempo de aceleração de acontecimentos a nível global e de aceleração de resgates pessoais de compromissos de vida, um suporte energético a nível sutil se faz necessário. Falarei mais sobre os florais posteriormente. Mas já re-indico aqui um floral Saint Germain para que as pessoas se alinhem com as novas vibrações do planeta sem sentir tanto os impactos: o Poia Rosa vem auxiliar nesse sentido. Sobre esse aceleramento, já ouvimos falar da Ressonância Schumann que parte do princípio de que a Terra não gira mais em 24 horas, mas 16 horas. É por isso que visivelmente percebemos que rapidamente se passa o dia, o mês, o ano. E com base nisso, outro dia ouvi algo de uma terapeuta de Balanceamento em Brasília, e que se formos pensar bem, faz sim sentido. Segundo ela, mestres superiores tem dito que na verdade nosso tempo não é mais 2008 e sim já vivenciamos o tempo de 2009, e com isso o 2012 poderá chegar antes. Para quem entende um pouco do assunto compreenderá o que estou dizendo. Para aqueles que desconhecem se interessarão. Não entrarei em detalhes, porque não é a função no momento. 

Uau!! Fiz um “salada” de assuntos nesse artigo, mas só pra finalizar, enquanto estive ausente do blog, o mesmo já ultrapassou as 20.000 visitações. Caminhando para niver de 1 ano de existência, sopro velinhas antecipadas, feliz pelo caminhar junto com todos os navegantes que por aqui passam.

Aur Revoir! Mirian

Massagem Ayurvédica

O desejo mais forte no homem é viver uma vida saudável, feliz e inspiradora, uma vida em abundância em todos os sentidos. Dentre essas coisas a saúde é a principal, porque sem ela não podemos nos sentir felizes ou inspirados. Uma das chaves para a boa saúde é ter um corpo no qual os nutrientes circulam adequadamente e as toxinas são eficazmente expelidas. O alimento nos fornece os nutrientes necessários, os exercícicos e a massagem nos possibilitam manter a circulação adequada; além disso a massagem exerce uma  função na limpeza e na manutenção da saúde do corpo. É essa função de limpeza que torna a massagem uma prática extremamente benéfica na promoção da inspiração e felicidade. Ela aciona as reservas internas do corpo, estimulando-o a processar as proteínas, converter diversas formas de açucar em glicose, e gerar diversas enzimas químicas. Quando adotada como prática diária, a massagem pode ajudar no rejuvenescimento do corpo.

Na Índia as massagens são feitas desde o momento do nascimento. Os bebês são massageados regularmente com óleos, e as pessoas sabem que como um bom amigo, a massagem proporciona alegria e relaxamento. A massagem funciona nos níveis físico e mental. Fisicamente ela auxilia todos os sistemas do corpo – o imunológico, respiratório, nervoso, endócrino, muscular, ósseo, digestivo e linfático. Ajuda a relaxar mentalmente e ajuda o corpo na auto-cura.

A massagem ayurvédica parte dos conhecimentos ayurvédicos. O termo Ayurveda é uma combinação de duas palavras: ayu(vida) e veda (conhecimento). Ou seja, é o “conhecimento da vida” e seus princípios são aplicáveis universalmente.

Respeitando a constituição de cada indivíduo,  seu biotipo ou dosha: vata, pitta ou kapha;  e utilizando óleos vegetais puros prensados a frio, e pós e ervas medicinais,  a massagem ayurvédica é uma prática terapêutica que interage na restauração do equilíbrio.

Segundo Osho :  “a massagem é uma das artes sutis – e ela não é somente uma questão de perícia. Ela é mais uma questão de amor. Na verdade, o toque é uma das linguagens mais esquecidas. Nós nos tornamos quase desconfortáveis no toque, porque a própria palavra foi corrompida pelas assim-chamadas pessoas religiosas. A massagem é entrar em sincronia com a energia do corpo de alguém e sentir onde ela está faltando, sentir onde o corpo está fragmentado e torná-lo completo… é ajudar a energia do corpo de modo que ela não seja mais fragmentada, não mais contraditória. Quando as energias do corpo estão alinhadas e se tornaram uma orquestra, então você teve sucesso”.

Referência Bibliográfica: – Manual de Massagem Ayurvédica – Técnicas Indianas Tradicionais para o Equilíbrio do Corpo e da Mente – Harish Johari

Workshop O Sagrado Feminino – Resgate das Deusas Interiores

   

Estamos em um tempo de liberdade de expressão, liberdade de crenças e valores, mas mesmo assim alguns assuntos ainda são vistos com cautela por grande parte das pessoas. São os tais preconceitos, ou conceitos pré-concebidos, ou valores e crenças pré-estabelecidos por alguns dogmas; sabe-se lá bem o por quê.

    Quando se fala do Sagrado Feminino e do resgate das Deusas Interiores como harmonizadoras do universo feminino, alguns desinformados nem entendem que elas representam arquétipos femininos identificados até mesmo pelo papai da psicologia analítica: Carl Jung.

   Amy Sophia Marashinsky, em seu livro o Oráculo das Deusas, diz que: ” é importante as mulheres recuperarem a Deusa – não apenas uma Deusa, mas todas elas. Quanto mais Deusas conhecermos, mais poderemos celebrar, honrar e respeitar a diversidade do espírito feminino. Se festejarmos, honrarmos e respeitarmos a diversidade das Deusas, então poderemos fazer o mesmo por nós.

 Por que a Deusa? Porque somos mulheres, mulheres diferentes que precisam ver o Feminino Divino refletido de volta para nós – de nós para nossas Deusas e delas para nós. Porque todas as mulheres são a Deusa, e está na hora de nos vermos dessa maneira.

  O conhecimento e o encontro com os arquétipos das Deusas nos faz ir de encontro à nossa totalidade. E a jornada rumo à totalidade não é algo que se possa fazer da noite pro dia. É uma dança composta de vários passos, com vários parceiros, muitas voltas e rodopios, muitas músicas, muitos estilos. Ela é imprevisível e leva tanto tempo quanto for necessário.

  Totalidade é tudo que faz parte do modo como vivemos nossa vida. É o modo como enfrentamos os desafios e o que fazemos com eles. Totalidade é como dançamos a dança da vida. Dançamos com graça e felicidade? Ou dançamos com resistência e dificuldade? A nossa dança é aérea ou terrena? Fogosa ou aquática?

 A única coisa previsível na vida é que seremos desafiadas. É dessa forma que crescemos  e evoluímos. Como responder e o que fazer com esses desafios somos nós que decidimos. A totalidade começa quando reconhecemos isso e fluímos com esse conhecimento.

  O Trabalho com o Sagrado Feminino é um caminho para essa totalidade, que diz respeito a reintegrar os apectos da personalidade  num modo de ver a vida que é transformador e ativo!

 A partir do final de Jjaneiro de 2009, começaremos um trabalho com o Sagrado Feminino em Patrocínio. Serão 13 encontros baseados no calendário Maya, nos ciclos lunares e femininos de 28 dias, ou seja, será um trabalho desenvolvido ao longo de 1 ano, onde nós mulheres, estaremos juntas nesse caminho de transformação e totalidade! Você é convidada a participar desse Círculo de Mulheres! Seja Bem-Vinda.

 

Maiores informações pelos fones (34) 3831-9745 / 8861-6164 / ou e-mail mirianchma@gmail.com – Mirian

MANDALA – A Arte do Conhecimento **** Mandala de Flores – Cooperação

Cada vez mais a vida tem me provado que tudo está interligado, e que somos atraídos às pessoas e situações pelas nossas sintonias.

Semana passada eu estava em Uberlândia para fazer um curso de Massagem Ayurvédica e na abertura a instrutora Adriana Fisher (de São Paulo) dispôs-se de cartas para que fosse escolhida uma  aleatoriamente  como mensagem para o grupo.

Ao ler a carta escolhida fiquei impressionada, pois a mensagem era a leitura de uma mandala, uma mandala de flores. Fiquei impressionada porque no final de semana seguinte eu estaria ministrando um curso de mandalas , no qual trabalharíamos com flores. Esse curso foi esse final de semana e foi maravilhoso. Sempre que ensinamos nós doamos, mas também sempre recebemos, ainda mais num curso como esse que trabalhamos em contato direto com a energia presente nas flores, plantas, ervas e pedras.

Vou colocar aqui a mensagem sobre a interpretação da Mandala a que me referi. É a carta da mandala da Cooperação, do livro: MANDALA A Arte do Conhecimento, de Marco Winther e Fany Zatyrko.   Coincidentemente ainda estamos na primavera, momento do desabrochar das flores, do início de novo ciclo, do despertar de vida nova …

MANDALA DA COOPERAÇÃO – carta 13

“A flor é a mais perfeita manifestação do mundo vegetal. Cada árvore, planta ou flor possui seus próprios dons, talentos e capacidades a serem compartilhados.

As antigas tradições esotéricas fazem uma sábia relação entre esses elementos e os planos superiores da existência, como também entre as constelações do Zodíaco.

História e mitologia estão repletos de plantas que curam, que embriagam, que atraem sorte, amor, equilíbrio, etc.  Aos olhos do ser humano, a cor, o cheiro, a forma da planta estavam repletos de ecos de outras esferas, sinais visíveis de um contato possível com planos sutis.

As flores regidas pelo Sol, por exemplo, são perfumadas, de sabor ácido, com flores em cores vivas. Exemplos dessas plantas são o girassol, a camomila, o sândalo, o alecrim e o açafrão.

As regidas por Vênus são afrodisíacas e embriagadoras, têm perfume forte, sabor doce, grandes e belas flores. São a roseira vermelha, a verbena, a amexeira, o sabugueiro, a menta, o tomilho, etc.

As plantas regidas pela Lua têm aspecto pouco comum. São em geral brancas, de gosto insípido, inodoras, calmantes, oriundas, segundo Paracelso, dos “fluidos frios da Terra”. São a alface, a açucena, o lírio, a papoula, o agrião e o copo-de-leite.

Diz um velho provérbio budista que “as plantas têm almas diáfanas, sensíveis às alegrias e às tristezas”. A cooperação da natureza é tão grande, tão farta e preciosa, que se fôssemos mais sensíveis e introspectivos entenderíamos todos os pensamentos de Deus através dessa harmoniosa manifestação. Esta mandala reflete a celebração da vida.

Mensagem da Mandala

A cooperação é a atitude que elimina os pontos de diversidade dentro de um grupo ou num relacionamento, criando assim solidariedade e comunhão.

É a união da comunidade, do grupo, dos seres para atravessar a adversidade.

Tudo começa com a cooperação entre seus sentimentos e seu corpo, criando saúde e harmonia; entre sua mente e seu espírito, liberando o fluxo de sabedoria. E nos níveis mais sutis, a ligação é com Deus, com o amor divino, fazendo você se tornar um canal de profunda compaixão, bondade e gentileza, guiado pela habilidade de agir e pensar com nobreza de sentimentos.

Com essas qualidades, você está pronto para admirar e participar de qualquer grupo, em qualquer hierarquia. Cada novo amigo que ganhamos no decorrer da vida nos aperfeiçoa e enriquece, não tanto pelo que nos dá, mas pelo que nos revela de nós mesmos. Temos de saber ouvir e respeitar a visão de mundo de cada pessoa, para entendermos a expressão da “multiplicidade”. Só assim é possível haver uma integração que leve à adaptação de diferentes visões do mesmo caminho.

A cada um de nós compete uma tarefa específica na difusão do bem. Cada um recebe de acordo com o que dá. Se você der atenção e carinho, com boa vontade e alegria, você há de se ver cercado de afeto e amor.”

*******************

O vídeo acima tem várias flores e uma música alegre e divertida… assim como a primavera é!

SAGRADO FEMININO – O RESGATE DAS GUERREIRAS FERIDAS – AFRODITE DEUSA ALQUÍMICA COM PODER CRIATIVO DO AMOR

 

No artigo anterior pedi bençãos de Afrodite.

Falando um pouco mais sobre o arquétipo dessa deusa presente nas mulheres, coloco mais abaixo uma síntese de Soraya Mariani referente ao livro de Jean Shinoda Bolen: “As Deusas e as Mulheres”.

 O trabalho com o Sagrado Feminino é algo muito belo e trabalha o resgate da força feminina, a reestabilização, a cura das Guerreiras Feridas.

 O mundo de relações dinâmicas atuais, de  responsabilidades, de paradigmas sociais, de muitos acontecimentos e mudanças, muito tem exigido e afetado tanto homens como mulheres. Falamos muito do feminino, da Guerreira Ferida atual; mas também o masculino tem sentido toda a grande aceleração de mudanças, as consequências das relações e também tem sido o Guerreiro Ferido. 

  O trabalho com o autoconhecimento, com o resgate da essência, com a harmonização e valorização pessoal é de suma importância. Para as mulheres, o conhecimento dos arquétipos das deusas e o aprofundamento dessa conexão promove o resgate e as forças  necessárias  para que a luz das deusas interiores voltem a brilhar.

Aqui estão os comentários de Soraya Mariani sobre uma das deusas, a Afrodite:

 “Jean Shinoda Bolen, denominou Afrodite de deusa alquímica por seu grande poder de transformação, simbolizando o poder transformativo e criativo do amor. Ela, também, representa a composição harmoniosa entre os aspectos das deusas virgens (**) e das vulneráveis (**). Não é vulnerável, pois jamais sofreu, seus relacionamentos eram correspondidos, e, não é virgem, pois valorizava as experiências emocionais e os relacionamentos, mas não como permanentes e duradouros. Ela impregna de beleza e amor os relacionamentos, não apenas os sexuais. Ela permite a empatia entre as pessoas. Ela visa seus próprios objetivos e interesses (consciência enfocada) sem abrir mão da receptividade ao outro. Ela pede pela conexão com o outro, pois, sem essa conexão nada se cria e, portanto, não há transformação.
Afrodite era capaz de acreditar no sonho de seus homens. Que o sonho era possível. Isto fazia com que eles se sentissem, realmente, importantes e especiais. Acreditar no sonho de alguém gera expectativas positivas no comportamento do outro, desperta o outro para o seu melhor. É uma atitude receptiva e doadora ao mesmo tempo, recebe-se o sonho e se encoraja o outro a buscar a realização. Isso confere segurança e dinamismo ao outro.”

Cinira Palotta, mestra de reiki e astróloga, e com estudo em arquétipos femininos há mais de 30 anos tece outro comentário sobre o arquétipo de Afrodite e coloco abaixo. É uma menção um pouco diferente mas que mostra da mesma forma a força e beleza desse arquétipo feminino de transmutação amorosa por si própria e pelo outro.

” Afrodite é a ESSÊNCIA DA AUTO-ESTIMA, aquela auto-estima que falta a todas nós, mulheres criadas numa sociedade machista.
Afrodite era chamada de “A dourada”, pois ela tinha brilho próprio, seus cabelos e pele eram dourados. Ela não dependia de homem nenhum para sentir-se bem com ela mesma, para sentir o poder que tinha, pois ela SE AMAVA SAUDAVELMENTE, ACIMA DE TUDO. Diferente de Palas Athena que era “partenos”, ela se permitia ter amantes, mas apenas na medida em que ELA assim o desejava, que assim lhe interessava.Claro que, os homens que caiam nas graças de Afrodite sentiam-se altamente lisonjeados, mas nunca vi nenhuma referência de que ela incentivasse os sonhos de seus amantes… Enfim, são coisas para pensarmos e repensarmos……até que em alguma encarnação consigamos por nosso feminino de uma forma bastante saudável.”

 ************************************** 

**  deusas virgens, não significa que são intocadas sexualmente, mas que são independentes e ativas. Virgem, significa “não pertencente ao homem”.  As mulheres com aspectos das deusas virgens são aquelas que são independentes, não necesitam da aprovação dos homens e sacrificam os relacionamentos com os mesmos para relacionarem-se mais profundamente consigo próprias.

** deusas vulneráveis são as que foram vitimadas de alguma forma por deuses ou humanos. São deusas orientadas para o relacionamento, sendo motivadas pelas recompensas que um relacionamento traz.

 

 

 

Terapias de Reequilíbrio Energético Visando Qualidade de Vida: Saúde, Bem-estar, Prosperidade e Bons Relacionamentos

                                                 

 

                                               

      De maneira geral, o ser humano tem buscado viver melhor, o que engloba uma série de fatores tanto externos quanto internos. De forma consciente ele começa a perceber que pode ser co-criador de sua vida e que não está simplesmente à mercê do acaso.

    Nossa qualidade de vida está diretamente ligada à quantidade e qualidade de energia que temos e dedicamos ao nosso físico, ao nosso emocional e mental, às nossas relações, nosso desenvolvimento de potenciais, ao ambiente que habitamos e trabalhamos.

    Há uma máxima chinesa que diz que tudo o que nos acontece está diretamente ligado às conseqüências de: * harmonização pessoal (homem) * harmonização do ambiente (terra) * bênçãos divinas (céu). E ainda dentro desse conceito chinês, o que determina a qualidade em todas essas áreas, é a presença de um bom fluxo de energia, o que eles chamam de Chi ou Qi.

    Harmonização Pessoal – para uma pessoa se sentir bem, cheia de vida, de energia (ou chi), é preciso o bom funcionamento do organismo, tanto em nível físico, como mental e emocional. Para os orientais, doenças se instalam no organismo quando o fluxo de energia no organismo está bloqueado. Esse bloqueio pode ocorrer por diversos fatores, ligados a questões internas (emocionais) ou externas (influência do meio ambiente e estilo de vida). Para a manutenção, desbloqueio e bom fluir desse Chi no organismo, técnicas terapêuticas de harmonizações pessoais têm sido desenvolvidas e expandidas, garantindo ao indivíduo saúde, plenitude, alegria, integração nas relações e desenvolvimento de potenciais como um todo. Ex: Reiki, Magnified Healing, All Love, Massagem Ayurvédica, Dança Circular Sagrada. 

   Harmonização ambiental – um ambiente age diretamente na qualidade de vida das pessoas. Ciências e pesquisas revelam que um ambiente pode ser enfermo ou saudável, e afeta diretamente na saúde e probabilidade de acontecimentos na vida das pessoas. Algumas técnicas e terapias ambientais detectam áreas a serem harmonizadas no ambiente  e promovem curas e harmonizações de forma a garantir o captar e o fluir  do bom Chi, que interagirá com quem ali vive; e isso afetará na saúde, relacionamentos e prosperidade do indivíduo. Ex: Feng Shui, Geobiologia.

    Bênçãos do Céuuma vez que o homem tem um bom fluir de Chi em seu organismo e vive num ambiente com boa qualidade de Chi, ele está mais diretamente ligado à Fonte, às bênçãos do céu, pois passa a ter uma sintonização em nível melhor, e com ampliação de consciência ele se torna um co-criador de sua qualidade de vida. 

 

Mirian Menezes – Achuncaray                             

 

TUDO QUE VOCÊ PRECISA É AMOR- Energia Dourada em Julho e Agosto

 

    Um ano atrás eu encontrei esse  vídeo Gopala Krishna, logo após  participar do meu primeiro worshop All Love com o Patrick Zeigler. Ainda embevecida na energia, eu busquei no youtube algum vídeo All Love  e acabei indo de encontro a essa música de George Harrison. Logo no início do vídeo há a seguinte frase:  ALL YOU NEED IS LOVE, ou, TUDO QUE VOCÊ PRECISA É AMOR.

   Indescritível a emoção que senti ao assistir esse vídeo por várias vezes seguidas. Não sei se é porque eu estava muito na energia All Love, ou porque de alguma forma essa música mantrada tem um poder de tocar em especial o coração,  ou porque as imagens de Krishna e Radha passam infinito amor; ou ainda, por tudo isso junto, esse vídeo consegue até hoje despertar algo muito especial em meu coração.

  Posso dizer que é um dos meus prediletos e nem sei bem porque até hoje eu ainda não havia inserido-o em blog. Mas tudo tem um momento de ser.   E esse é um momento especial para se falar de energia amorosa. Pois chega para nós neste mês de julho e início de agosto, ondas de energia dourada cobrindo todo planeta e trabalhando novos despertares de consciência, com equilibrio entre as energias amorosas do masculino e feminino.

   Krishna e Radha são representações do resplendor da energia que surge no encontro do masculino e feminino. Devemos entender esse encontro não propriamente a nível físico, mas a nível de energias opostas e complementares em nosso ser; equilíbrio interno necessário a todo indivíduo.  

   Dizem que, embora Krishna  seja o Deus supremo, único e magnificiente, sua luz resplandece ao encontro com Radha. Seria como se Krishna fosse o sol e Radha a luz solar. 

   Talvez aí esteja o magnetismo e amor sentidos ao ver as figuras dos dois juntos.

   Abaixo está um trecho de um artigo canalizado por Célia Fenn que explica um pouco sobre uma onda de energia dourada, de muito amor e equilíbrio chegando em nosso planeta:

      “Em 13 de Julho Vênus entra em Leão, e a nova Energia Feminina Divina Solar começará a fluir para dentro do Planeta. No dia 22 o Sol passa para Leão, trazendo também a nova Energia Masculina Solar, e até em 5 de Agosto o Deus (Sol/Rá) e a Deusa (Sírius/Isis) estarão juntos no Portal de Leão. Ambos irradiarão de maneira combinada suas Luzes Douradas Masculinas e Femininas para que estas sejam recebidas nas grades cristalinas do Planeta e nos Corações de todos os que estejam preparados e abertos, o que gerará uma onda de Amor Dourado que elevará a Consciência Coletiva no Planeta no fim de Julho e princípio de Agosto.

A Lua Cheia de Câncer será em 18 de Julho e estará em Capricórnio. Lua Cheia em Capricórnio significa que a Lua está em um signo de Terra com o Sol em Água. As energias são suaves e estáveis, um matrimônio entre uma Mãe (Câncer) e um Pai (Capricórnio), proporcionando uma energia equilibrada para a recepção da Luz Solar que se seguirá. Esta Lua Cheia, queridos, será uma boa oportunidade para equilibrarem suas energias internas Masculinas e Femininas a fim de que se preparem para a aproximação da onda de Amor Radiante que chegará no fim de Julho e princípio de Agosto.

E assim, desejamos a vocês que tenham Força, Poder e Alegria no progresso de sua Jornada de co-criação no Planeta Terra.

 

  
 
 
 

 

Tradução: Silvia Tognato Magini   silvia@starchildglobal.com   

 Fonte: www.starchildglobal.com

   

 

 

 

 

 

 

Mirian Menezes

   

O Vôo Sagrado e de Poder do Cuntur

                                            

         Três animais compõem a Trilogia Andina e são considerados sagrados. São eles: o Condor (Cuntur), o Puma (Puma) e a Serpente (Amaru).

         Para os incas, cada um deles  são guardiões de um nível ou mundo,  e representam forças e características que em conjunto devem estar presentes no homem como busca de equilíbrio, sabedoria, desenvolvimento, fortaleza e elevação.

         A Serpente é guardiã do mundo interior da terra ou  subsolo, conhecido como Uju Pacha (o mundo dos mortos); ela representa a sabedoria e está ligada ao amor. O Puma é guardião do mundo do meio, a terra no nível que vivemos,  conhecido como Kay Pacha (o mundo dos homens) e representa a força, a coragem e está ligado ao trabalho. E o terceiro animal que compõe essa trilogia é o Condor , guardião do mundo de cima, do macro-cosmo ou Hanag Pacha (o mundo dos espíritos); ligado ao aprendizado ele representa a “visão” com amplitude, a elevação espiritual. 

    O homem deve buscar estar conectado com essa trilogia e cada vez mais alçar “altos vôos” … os vôos do Condor … 

   Acima, uma foto tirada no momento de uma prática coordenada pelo mestre xamã andino Francisco Miranda.

    Em pleno Machu Picchu, na ponta de uma rocha, de braços abertos, de frente à grande montanha e recebendo toda energia do ar e do local, soltava ao vento três folhas sagradas de coca de cada uma das mãos, e conectava “ao mundo” do Cuntur …

Bençãos …

E repetindo os gestos que me foram ensinados por mestre Francisco, trouxe as dádivas do Universo de encontro ao corpo, juntando minhas mãos na região do baixo ventre, permitindo-me recebê-las e aceitando-as em meu reino.

Assim foi, assim é, assim é.

Gratidão.

Para a África

 Estava ouvindo o CD African Voices e tive um insight de colocar algo aqui. É um pedido para envio de boas energias, de energias de cura para a África.

   É importante. (não sei bem a extensão desse importante, mas é).

   Não quis colocar imagens negativas dessa região porque o que renegamos também atraímos. Mas pensem que tudo está interligado e uma evolução planetária dependerá da evolução geral de todos os povos. E os povos dessa região precisam se evoluir. Sabemos que temos e vivemos aquilo que acreditamos e no nível que vibramos. Mandem energia para que os povos dessa região elevem em vibração mental, emocional, energética. Além do mais, somos de um país de forte influência e descendência africana. Isso torna uma ligação sentida mais direta e curas necessárias devem ser direcionadas ao presente e também ao passado que nos conecta.

   E  por falar em conexão, enquanto eu escrevo este texto o meu msn está acessado; e uma amiga  muito “conectada” em pensamentos e  gostos ( embora moramos distantes -rs) começa a falar comigo que há poucos meses entrou em contato com um grupo de voluntários que irão para a África auxiliar lá por um 1 ano. Aqui está um site que ela me passou:

  www.cicd-volunteerinafrica.org .

  Valeu Fannykita!! (-:

 Então, para aqueles que possam se interessar, há como desenvolver um trabalho de ajuda direto na África.

  Mas de imediato, quem puder, foque no auxílio energético!

   All Love!

Solstício de Inverno em lugares de poder no Perú – Dia 21 de Junho em Ollantaytambo

] 

 

Ainda no dia 20 de Junho saímos de Cuzco com parte de nossas malas e “trouxas” para outra cidade vizinha: Ollantaytambo. Gracinha!!! Cidade gostosa no meio das montanhas, ótimos restaurantes, uma feira de artesanato super rica, e um lugar super energético. Talvez por tudo isso tenha sido a cidade escolhida por Mestre Francisco para viver. E também por tudo isso, é que em tom de brincadeira, o grupo se propôs a unir e cada um dar uma graninha para comprar uma casinha por lá…  (-:  Desejos, sonhos… Um bom começo! (-:

 

Bem… ainda no dia 20 , à tardizinha, quase escurendo, nós participamos de outro ritual com o mestre Francisco. (talvez eu relate isso aqui depois – não vou seguir ordem cronológica, vou seguir ordem de inspiração…)

À noite uma aula no salão do Hostal Sauce. Gente esparramada por todo o salão, alguns deitados no chão, perto da lareira, outros nos sofás… Tudo para assistir uma aula ministrada por mestre Francisco. Ótima, um show de cultura andina. No entanto, o cansaço de quem tinha acordado às 3:30 da madrugada e de um dia cheio de programações, fez com que apenas um pequeno grupo de 8 pessoas ( até harmonicamente dividido em 4 homens e 4 mulheres) permanecessem assistindo a aula. Consegui bravamente ir até  ofinal (-:(-: Aliás, nem tão bravamente assim, porque o conteúdo era interessante e apesar de ser um mestre xamã dos Andes, o mestre Francisco está inserido na tecnologia . (-:(-: Para ministrar a aula, ele conta com um rico Dvd (criado por ele), projetado no notebook. Coisas da modernidade!!! (-:(-: Assim também como o uso do celular; o que nos fazia rir muito quando ele atendia telefonemas (até de outro país). Mas como ele mesmo diz: “É um mal necessário!” rsrs  

Bom… então Ollantaytambo nos recebeu muito bem para muitas experiências. (acima estão imagens do local)

Uma das experiências começou novamente na madrugada, só que agora no dia 21 de Junho. 5:30 da madrugada e já estávamos todos tomando café para fazermos uma subidinha básica de “alguns” degraus de pedra na montanha. (há uma foto acima de onde subimos). Essa foi a escalada que mais senti. Não sei se pela altitude, ou se foi pela pressa, ou se foi por ser muito cedo. Só sei que mesmo mascando a folha de coca, as paradas na subida foram necessárias para mim, algo que nem o toque ritmado do tambor de Analú conseguiu minimizar.

Lá em cima, uma união de várias tribos. Gente de vários locais do mundo. Todos esperando pelos primeiros raios do sol entre as montanhas.

De um lado a lua cheia ainda estava no céu…

Nesse ponto de concentração, entre ruínas de pedras, todos iam chegando e novamente recebendo três folhas de coca para que fossem ofertadas com intenções. No chão, em cima de uma grande pedra, algo como um altar já estava montado. Um delicioso aroma de palos santos que se queimavam formava uma atmosfera envolvente.

Antes dos primeiros raios de sol surgirem, o Ka e o filho de Mestre Francisco começaram a tocar respectivamente charango e flauta. Que maravilha!!! Um som maravilhoso que ia enebriando todos que ali estavam de forma respeitosa e meditativa aguardando as bençãos do sol.

Os primeiros raios do sol surgiram e cada uma a sua maneira e introspecção foi recebendo sua luz. Uma cena mágica envolta nas fumaças de palo santo e das folhas de coca que foram depositadas pelas pessoas em uma tigela de barro e  neste momento também se queimavam, com os desejos ganhando o ar e se elevando aos céus.

A música continuava … um pouquinho de vinho era servido, e antes de bebê-lo expergíamos com os dedos ao céu e também à terra…

E desta forma fomos abençoados por mais uma comemoração de Solstício de Inverno nos Andes.

Retratei vários destes belos momentos como poderão ver. No entanto, me surpreendi quando já dentro do trem, partindo para Águas Calientes, resolvi ver as fotos tiradas e percebi lindas luzes que surgiram nas fotos, algo como formação de um ser de luz.

(detalhes: luzes surgiram em fotografias de várias pessoas, em vários locais de poder – mas essas para mim foram especiais… Há quem possa dizer que seja reflexo da luz do sol… Deixo as crenças à vontade do que tocar o coração de quem vê-las… )

 Mirian – Achuncaray

 

   

        

 

 

Solstício de Inverno em lugares de poder no Perú – Dia 20 de Junho em Quenco

  

Ando sumida nas postagens deste blog e fiquei muito feliz ao acessar e ver que as visitações ultrapassaram o número de 10.000. Gracias a todos internautas e mantenho meus desejos de que usufruam do melhor …

No entanto, embora ausente daqui,  eu estava bem presente em lugares de poder e de vivências indescritíveis numa viagem espetacular ao Peru.  Algo mágico e inesquecível pra todos nós que fizemos parte de uma viagem maravilhosa organizada pelo historiador Ka Ribas (Amauta Runa) e pelo geobiólogo Allan Lopes Pires (Amaru Runa). Brigadão amigos queridos!!! Bençãos de gratidão sobre vocês por proporcionarem isso para nós. Estendo gratidão também à Dani, e que você seja coberta pelo manto sagrado da divina mãe,  nesse momento tão especial de ser canal para a vinda de mais um ser  de luz para a Terra; um fruto da Ilha do Sol, um local também de poder no lago Titicaca! (-:

Tentarei aos poucos ir relatando as vivências dessa nossa viagem que teve um foco totalmente diferenciado, onde durante 8 dias visitamos inúmeros locais de poder com práticas e exercícios energéticos. Ainda tivemos a grata surpresa e benção de poder contar em vários momentos com a presença do mestre xamã andino :  Francisco Miranda Miranda; que nos passou vários ensinamentos, conduziu vários rituais de purificação, oferendas, e também providenciou nossa iniciação no xamanismo na região de Ollantaytambo, a qual tivemos a honra de ter como mestre iniciático o Ka .  Tivemos ainda o privilégio de receber nossos nomes em quechua no caminhar entre as ruínas de Machu Picchu. 

Grandes presentes que o Universo nos ofertou!  

Minha infinita gratidão à energia e à todos os seres de luz de todas as esferas que lá estiveram conosco, cobrindo-nos com tantas dádivas inimagináveis. Seres esses visualizados em minhas meditações e insights e registrados até mesmo  em fotos.(postarei imagens aqui depois)

Bem… Nesse período de minha ausência por aqui , estive lá em pleno Solstício de Inverno…

Talvez todos já saibam o que é Solstício, mas eu falarei um pouquinho …

Essa data é comemorada há milhares de anos por toda a humanidade, como um importante acontecimento do “nascimento do sol”. Cientificamente falando é quando o sol está numa distância angular máxima ao norte do equador celeste, parecendo parar nas esferas celestes (solstício significa sol parado), para depois retorceder para o sul, em movimento anual aparente. Esta data marca  a noite mais longa, o apogeu da sombra, mas também, ao mesmo tempo o retorno da luz. Um início de novo ciclo, de renascimento, de libertar velhos padrões, de se render à mudanças do corpo e da mente, de avaliar e iniciar novos propósitos vislumbrando o futuro.

O Solstício de Inverno no hemisfério sul ocorre por volta do dia 21 de Junho. Neste ano de 2008 ele ocorreu mais precisamente no dia 20, e nesta data, nosso grupo acordou de madrugada em Cusco, e às 4:30 da madrugada já estávamos no ônibus em direção à Quenco para  vermos o nascer do sol. Chegamos ao local ainda escuro e ficamos aguardando a chegada do Mestre Francisco que conduziria a cerimônia.

Frio, muito frio… e ainda antes dos primeiros raios do sol, fomos nos introduzindo ao local sagrado e recebemos de Mestre Franciso a essência perfumada de Verbena em nossas mãos, a qual passávamos no rosto em direção à cabeça. Em seguida, ganhamos uma flor e fomos nos posicionando em círculo. Depois, um a um, colocamos a flor em uma tigela de barro com areia e mel, fazendo uma formação mandálica de flores e uvas com a intenção de nossos desejos.

Depois fomos convidados a percorrer aleatoriamente o local de poder, e em seguida, cada um de nós ganhamos três folhas de coca, as quais recebíamos com as mãos unidas. Aliás, esse ritual de oferendas com a folha de coca é talvez o mais praticado. Lá a folha de coca é tida como sagrada, ela contém propriedades de toda essência energética divina da natureza.  E como se diz em várias camisetas: “La hoja de coca no es droga, es sagrada “.

Na verdade necessitamos ingerir o chá da folha de coca  várias vezes ao dia, logo que chegamos em Cuzco, e às vezes, necessitamos mascar a própria folha de coca em subidas muito fortes, para que não sintamos os efeitos da altitude, que podem ser de fortes dores de cabeça e enjôos. Se bem que a conselho do Ka, uma boa preparação energética de conexão anterior com o local, minimiza e neutraliza esse impacto. Particularmente, seguindo a orientação proposta pelo Allan e o Ka, eu pratiquei essa conexão anteriormente , unindo os chacras principais em conexão com o céu e terra, voltando-me para os 4 pontos cardeais, assim como se faziam os nativos do local. E de alguma forma ou outra, eu não senti o “mal da altitude”.   

Bem, após recebermos as folhas de coca nas mãos e colocarmos nossas intenções, percorremos aleatoriamente o local sagrado e depois fomos convidados a depositar nossas folhas nos locais com os quais mais nos identificávamos.

Ao percorrer todo o local, me senti atraída por um bosque próximo, onde acima , a lua cheia e a Estrela Vênus (a estrela do amor) ainda brilhavam. Porém era um local de difícil acesso.

Percorri o local e me senti atraída para uma entrada no meio de grande pedras. No interior dessa gruta me deparei com uma grande mesa de pedra como se fosse um altar. Ali parei e  me senti magnetizada por aquele local. Nesse momento ouvi passos vindo e pude perceber que era o Ka que também chegava ao local.

Diante de sua chegada, em respeito, abandonei o local, mas saí de lá sentindo algo incompleto na minha conexão. Do lado de fora subi outras pedras e encontrei um buraco no solo. Me agachei e ali soprei minhas intenções pra que elas fossem até o centro da Pachamama. Porém, só consegui lançar uma folha de coca. As outras não percorriam o caminho até ao fundo. Então entendi que deveria retornar ao local sagrado no centro da gruta pra depositar as outras. 

O local já  estava vazio e aí sim, diante da mesa sagrada, pedi amor, prosperidade e coragem,  vibrei na energia, e de joelhos, me ofertei como guardiã do mundo. Senti então que o contato energético tinha se completado. Fiz minhas reverências e deixei o local.

O dia começava a clarear e fomos todos nos posicionar para receber os primeiros raios de sol de Quenco.

Enquanto aguardava , em posição de cabeça baixa para que os primeiros raios de sol tocassem o chacra coronário, eu comecei a sentir minhas pernas e braços vibrarem de maneira muito forte. Imaginei que pudesse ser reação do frio, mas era muito forte para ser isso. Então me permiti vibrar na energia.

Passado esse momento, ficamos aguardando a formação da imagem do Puma na rocha; uma sombra projetada pela incidência dos primeiros raios solares.

O Puma é um dos animais da trilogia andina, juntamente com a Serpente e o Condor. O Puma é a representação da força, do trabalho. E ali naquele momento, a força do Puma era emanada.

Voltamos para o ônibus e partimos dali para um outro local sagrado, conduzindo a oferenda , que após ser passada de mão em mão, foi depositada em uma rocha, para que  nossos desejos expressos ficassem sob as bençãos da luz do sol  para a transformação de nossas vidas em todos os níveis.

Nesse mesmo dia partimos para Ollantaytambo, onde participamos de outras cerimônias que relatarei depois.

 

E como se diz em quechua: RAIRI (alegria) a todos!

 

Mirian – Achuncaray

 

  

                 

Curso de Mandalas – módulo 1 – novamente em julho de 2008

   Ser místico é ver a divina presença em todas as manifestações de vida e atos sagrados. E todo ato quando visa um bem é sagrado.

   Por isso, para quem acredita que a criação e a utilização de mandalas é um ato místico, pode-se afirmar que sim, pois, curas e harmonizações ocorrem em manifestação de amor na arte.

   Devido a procuras pelo Curso de Mandalas, haverá novamente o curso módulo 1, em Patrocínio, no mês de Julho. Maiores informações serão colocadas aqui posteriormente. Interessados já podem entrar em contato com Mariângela – (34) 3831-3231

   Acima coloquei algumas imagens do curso ocorrido no mês de junho. Um curso com resultados muito positivos, e desejo que todos os alunos se beneficiem o máximo! Agradeço aos que prestigiaram, agradeço a imprensa local, e o apoio de todos aqueles que de alguma forma colaboraram; em especial à Nadim Barrrijo (Secretário de Cultura de Patrocínio) e Mariângela Ferreira Ramos (Presidente da UNAPP).  

   

Workshop Magnified Healing com Ivone Duarte e Mirian Menezes

                                                  KuanYin.gif        

Vivemos um momento onde muitas modalidades de cura emergem como auxílio nas grandes e emocionantes evoluções na Terra.

Magnified Healing ou Cura Magnificada é um presente do Altíssimo Deus do Universo para este momento, e que nos foi trazido de forma expandida sob inspiração direta de Kuan Yin, a Deusa oriental do amor e compaixão, através de Gisèle King e Katryn Anderson (Miami).

O Magnified Healing estabelece uma forte conexão com a poderosa energia de Kuan Yin.  E esta é uma técnica que trabalha respiração, som e movimento. Algo único no processo é a formação de Geometrias Sagradas postas em movimento através da Preparação, Conexão à Fonte, Cura do Carma, e trabalho com a Terra, que vão providenciar uma matriz selada de luz.

Magnified Healing permite trabalhar o corpo de luz, trabalha a chama trina no coração: o amor divino, a sabedoria divina e o poder divino. Magnified Healing faz uma cura na rede de consciência Crística, girando a Mercabah, o que é maravilhoso.

 

 Os workshops de Magnified Healing incluem: Meditação para Adquirir Poder, Instruções, Iniciação e Certificação como mestre-professor de Magnified Healing do Altíssimo Deus do Universo.

 

                                     

 

WORKSHOP MAGNIFIED HEALING   

LOCAL – PATROCÍNIO-MG (av. Faria Pereira, 2236, sala 02 – 1º andar ) 

DATA – 01 DE JUNHO DE 2008

MESTRES :

IVONE DUARTE (Mestre Orientadora de Magnified Healing®, Celebração e Light Healing®, Mestre de Reiki Usui e Tibetano, Mestre Seichim, Terapeuta Reiki Karuna, Gendai e All Love / SKHM)

MIRIAN MENEZES (Mestre Orientadora de Magnified Healing®, Terapeuta Ambiental e Pessoal com formação em Reiki Usui nível 3, Light Healing, All Love/SKHM, Geobiologia, Feng Shui Tradicional Chinês , Geometria Sagrada)

FONES PARA INSCRIÇÃO E INFORMAÇÃO: (34) 3831-5434 / (34) 8861-6164 – c/ Mirian

Magnified Healing

Recebi a divulgação de um curso de Magnified Healing que será ministrado por Ana Aparecida em São Paulo e aproveitei sua divulgação para colocar aqui um pouco de explicações sobre essa técnica de cura, tão importante a  nível pessoal e planetário, principalmente neste momento especial em que vivemos mudanças vibratórias. 

 

 

 

 

Magnified Healing®

 

Magnified Healing® foi apresentada pela primeira vez na Terra em 1983. Anteriormente, este método de cura era usado somente nas mais altas dimensões pelos Mestres Ascencionados. Em 1992, sob inspiração e intervenção direta da Mestra Kuan Yin, Magnified Healing® foi trazida para a Terra para promover o avanço espiritual da Humanidade.
Magnified Healing® estabelece um fluxo constante de energia do seu coração para a Fonte: o Altíssimo Deus do Universo, e desce por todos os centros espirituais (chacras), até o Diamante no interior do centro da Terra.

 

 

 

 

O aprendizado e a prática de Magnified Healing® incorpora todos os aspectos físico, emocional, mental, etérico e espiritual, utilizando geometria sagrada, respiração e afirmações, tornando o cliente ativo e conscientemente envolvido no tratamento.

 

 

 

 

 
 

Magnified Healing® limpa, equilibra, reintegra e harmoniza todos os chacras, sensibiliza e conecta o sistema nervoso, redistribui e estimula o cálcio na espinha, harmoniza o carma e expande a chama trina (que é a chama do Cristo dentro do coração de cada ser humano), além de preparar para Ascensão, transmutando toda energia mal qualificada pela Chama Violeta.

 

 

 

 

 

Magnified Healing® é uma lindíssima ferramenta de amor, cura e expansão da consciência. Poderá ser usada para si para os outros, a distância e para o planeta. Aprenderá a Limpeza Cármica e a Elevação lidando com as Fitas do DNA e a Regeneração energética.

 

 

 

 

 

 

 

 

O curso pode ser aprendido por  todas as pessoas , e durante os dias será um curso bastante intenso, incluso bastante práticas.

 

É uma técnica sintonizada onde o aluno terá  acesso para sempre.

 

O aluno receberá o material dos Estados Unidos em Português, CD de prática e floral e Certificação

 

 

 

 

Mandalas / Geometria Sagrada / Poder das Cores

                                   

                                                                                                  

                                                

                                   

     MANDALA é uma palavra sânscrita que significa “círculo de cura ou mundo inteiro”. Ela está presente na história, na cultura de povos do mundo inteiro.

    A mandala tem capacidade de harmonizar internamente quem a cria, isso foi descoberto por Jung, que percebeu que essas imagens circulares, são movimentos que levam a um crescimento psicológico, e expressam reconciliação interna. E a mandala também tem capacidade de influenciar o meio onde ela é inserida, seja um ambiente, seja como adorno no corpo, como logomarca de empresas.

    A função de uma mandala é definida principalmente pela aplicação da GEOMETRIA SAGRADA, que é o estudo das ligações entre as proporções e formas no microcosmo e no macrocosmo com a finalidade de compreender a Unidade que permeia toda a Vida. O conhecimento e a aplicação da Geometria Sagrada estão presentes na história do mundo: nas artes, na música, na arquitetura. Famosos de todos esses seguimentos, como Leonardo da Vinci na arte, reconheciam na natureza, formas e proporções especiais, que traduziam uma harmonia e unidade em si.

   Quando criamos mandalas, conscientes de que a forma define a função e de que a função pede a forma, podemos desenvolver objetos que auxiliarão na obtenção de objetivos, sejam correlacionados à saúde, expansão, prosperidade, organização.

   Potencializamos essa criação ao usarmos AS CORES propícias, uma vez que as cores agem sobre a nossa biosfera, definem para nós o existente e o inexistente, revelam nosso estado de saúde e nosso nível de prosperidade. Inspiram emoções e moldam nossa conduta.

   Com essas considerações, ao criar uma mandala, nós promovemos um exercício de harmonização pessoal e ambiental.

 

      

O Despertar dos Anjos Humanos

Lavando até a alma …

 
        Os banhos podem lavar o corpo e a alma, renovando as energias, espantando a má sorte e atraindo a felicidade.
 
           A água é um excelente condutor de energia. Os banhos de cachoeira e de mar renovam as energias de qualquer pessoa, o que é perceptível aos mais atentos. Até mesmo um banho demorado tem o poder de relaxar e dar ânimo. Quando colocamos intenção em um banho e associamos produtos naturais, potencializamos ainda mais os efeitos desejados.
         O efeito da intenção colocada na água é comprovada pelo pesquisador japonês Masaru Emoto. Com um microscópio ultrapotente, ele observou e fotografou as formas indefinidas de moléculas de água retirada de uma represa. Colocou intenções em vários recipientes contendo água da mesma fonte. Alguns recipientes receberam intenções ruins: palavras como ódio e câncer, influência de microondas e celular, música heavy metal, etc. Outros receberam boas intenções: uma oração feita por um monge zen-budista, palavras como amor e obrigado, belos desenhos, som de músicas clássicas, etc. Analisando essas águas posteriormente, Emoto constatou que as que receberam intenções positivas apresentaram formação de cristais com contornos harmoniosos e de grande beleza, ao passo que as que receberam intenções ruins apresentaram cristais com contornos indefinidos. Assim, Emoto sugeriu: se a água reage a eventos não físicos, como oração e intenção, o mesmo pode ocorrer com o corpo humano – composto por 70% de água.
       Já o uso de ervas e flores em banhos sofrem a influência de diversas culturas. Ervas, flores, frutas, especiarias e raízes agem sobre o sistema nervoso, ajudando a equilibrar aspectos emocionais e espirituais. Este conhecimento tem sido passado ao longo dos tempos e atualmente os adeptos da fitoterapia usam plantas nos banhos para dissolver fluidos desfavoráveis. Em clínicas, nos banhos de ofurô as ervas também são utilizadas para proporcionar bem-estar, saúde e beleza. Na área de cosméticos e perfumes, sob título de usar ervas e plantas da sabedoria popular brasileira, os “banhos da sorte” têm invadido o mercado.
 
         Então, por que não desfrutarmos do prazer de um banho de ervas ?!!           

      Veja as dicas:
 
  * Prepare “um chá”; e ao manuseá-lo vá colocando suas intenções…
   *No chuveiro, após o banho de limpeza normal, despeje o líquido suavemente pelo corpo, do pescoço para baixo e se possível deixe secar naturalmente.  Mantenha sentimentos nobres…

   *Na banheira, as plantas devem ser postas direto na água. Um punhado é o suficiente ou dentro de uma trouxinha de pano, para evitar a volatização. Se a intenção for relaxar, a imersão pode durar até vinte minutos. Já para revigorar, permaneça imerso no máximo dez minutos (não se deve exagerar no tempo).
  * As folhas que caem dos banhos de ervas devem ser recolhidas e jogadas em vasos grandes de plantas ou jardins, para voltarem à natureza.
 
      Os ingredientes dos banhos têm poderes específicos. Você pode alterná-los conforme sua necessidade. Escolha o que melhor lhe convir:
 
Pitanga – Um punhado de folhas (no chá ou direto na banheira) ajuda a levantar o astral.
Canela em pau – Ferva três unidades para 2 litros de água; aumenta a disposição e o otimismo.
Cravo-da-índia – A infusão (21 unidades para 2 litros de água) tem efeito calmante e atrai prosperidade.                                                                          
 Lavanda ou alfazema – Duas colheres (sobremesa) das flores fervidas em 2 litros de água misturados à água da banheira acalmam e levantam auto-estima e confiança.                                                                                               
Erva doce – atrai boas energias.                           
Manjericão – promove o equilíbrio.                                                                         
Alecrim – age como protetora, dá clareza mental.
 
      Encerro aqui, repassando um trecho de um artigo de Solano:
“A renovação ocorre no encontro com a água, um elemento fundamental que simboliza tudo o que consideramos verdadeiro ou sagrado. Somente quando nos abrimos para o que nos é essencial, é que lavamos a alma, renovamos, ganhamos nova força e resistência.”

Mirian Menezes

Festa da Páscoa sob a Lua Cheia de Áries

              

      Sempre me encantei com a Lua Cheia nas noites da Semana Santa. Acreditava ser uma constante coincidência, o fato de todo ano nesta época, ela estar radiante no céu.   Comentei isto com meu pai. E ele, com seus saberes de vida, me contou que os antigos sempre diziam: “Não existe Quarta-feira de Cinzas sem Lua Nova e nem Páscoa sem Lua Cheia”. Essas sabedorias são natas dos observadores da natureza, pois mais que aprendizes, tornam-se sábios com a mesma! 

 

    Busquei me informar melhor…

    Interessante e talvez poucos saibam, mas a Páscoa é calculada astrologicamente, sempre para o primeiro domingo de Lua Cheia após o equinócio (de outono no hemisfério sul, e de primavera no hemisfério norte). É quando há mudança de estação, de ciclo, momento de sazonalidade, de “tornar-se maduro”, de aperfeiçoar-se….

   Todos sabem, e é cientificamente comprovado, que a lua influencia a vida na Terra. E em cada fase, de maneiras diferentes. Na fase da Cheia, a lua não está posicionada entre a Terra e o Sol. O ápice do seu posicionamento é chamado plenilúnio. Isso quer dizer que estamos recebendo plena energia do Sol. Durante essa fase, o nosso físico, o emocional e o mental, são influenciados diretamente pela lua, e temos a oportunidade de irradiar também a nossa luz interior.

    Ao longo de todo ano, 3 luas cheias são consideradas mais especiais: a de Áries,   a de Touro, e a de Gêmeos.  A festa da Páscoa está sob a Lua Cheia de Áries, é um momento oportuno para reunir grupos de pessoas, pois através de alguma forma de meditação, uma sinergia é criada entre os participantes. Esse é um momento ígneo, o que torna importante prestarmos atenção no que sentimos, pois isso nos ajuda a avançar, progredir, o que significa viver melhor!!

   A minha amiga Regina Schüssler, terapeuta de Porto Alegre, sugere a seguinte meditação para ser feita neste momento:

“Se veja sentado em meio a um lugar natural.

Visualize a lua cheia e sinta seus raios descendo sobre você.

Faça uma visualização do momento da morte e ressurreição de Jesus Cristo.

Ao assistir a crucificação, emane sentimentos de perdão pra você e para os outros, e também de gratidão pelo que a salvação lhe transmite.

Interprete a morte de Jesus e a promessa de ressurreição, vinculada   com a promessa de renovação de vida.

Conecte-se com Mãe Maria e Maria Madalena na hora da ressurreição; pois ambas foram as primeiras a verem Jesus, uma vez que estavam mais abertas e receptíveis.

Entre em contato com o que elas emanam, com a   capacidade de visão, de revelação.

Em seguida, visualize a lua cheia acima,  potencializando todos os sentimentos vividos por você  em relação a Jesus e às “Marias”.

Veja a luz da lua potencializando também os seus pedidos e as bençãos  derramadas sobre você.”

       Tenham uma ótima Páscoa sob a Lua Cheia de Áries!!

Mirian Menezes

« Previous entries