Archive for janeiro, 2010

AS CINCO FORÇAS TRANSFORMADORAS

“As coisas que se harmonizam em tom, vibram em conjunto. As coisas que têm afinidade em suas essências mais íntimas atraem-se mutuamente. A água flui para o que é úmido, o fogo volta-se para o que é seco… O que nasce do céu tende para o que está acima. O que nasce da terra tende para o que está abaixo. Cada um segue o que lhe corresponde.” ( Confúcio)

Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água, pela sabedoria chinesa, são as cinco forças que fluem e refluem como marés na natureza e dentro de cada um de nós. À proporção que aprendemos a reconhecer como essas forças operam em nosso íntimo, expandindo e contraindo da mesma maneira que exercem influência no mundo natural, sentiremos uma conexão com o todo que se estenderá além de um profundo apreço pelo equilíbrio e harmonia da vida.

De acordo com o Clássico do Imperador Amarelo: “Os sábios combinavam Água, Fogo, Madeira, Metal e Terra… e os consideravam como inseparáveis e constantes.” Cada uma dessas forças é fundamental para o todo, pois a vida como a conhecemos não poderia existir sem todas as Cinco Forças Transformadoras. Cada força gera e sustenta as outras e um aumento ou declínio em qualquer uma das forças enviará reflexos de significado, formando ciclos. Estes ciclos podem ser: gerador e de controle.

O Ciclo Gerador

Neste ciclo as Cinco Forças Transformadoras geram e se sustentam umas as outras num processo de crescimento. De acordo com a teoria clássica chinesa, o universo foi formado por uma bola maciça de FOGO, que por fim se esfriou para criar a TERRA. À medida que o processo de resfriamento prosseguiu, o centro da Terra se solidificou em minerais e metais preciosos(METAL), que permearam a ÁGUA e fortaleceram suas qualidades de vida. A água então contribuiu para a proliferação da matéria vegetal (MADEIRA), que queimou para criar o FOGO, que criou mais cinza (TERRA), que se solidificou em METAL, que intensificou a ÁGUA e assim por diante…

O Ciclo de Controle

Cada uma das Cinco Forças Transformadoras restringe e inibe as outras, assegurando que nenhuma das outras forças saia do controle e se torne predominante. A ÁGUA controla o FOGO apagando-o; o FOGO restringe o METAL, derretendo-o; o METAL inibe a MADEIRA, cortando-a; a MADEIRA restringe a TERRA cobrindo-a (prendendo a terra em seu lugar com as raízes); a TERRA controla a ÁGUA ao absorvê-la e ao formar margens para mantê-la dentro de limites.

Estes dois ciclos demonstram a interdependência e interconexão das Cinco Forças Transformadoras, e eles operam em conjunto para assegurar o equilíbrio. Em diferentes momentos do dia, do mês, da estação, do ano, da vida, sentiremos o avanço e recuo de cada uma dessas forças porque tudo na vida é caracterizado pela mutação.

Usamos a combinação dessas Cinco Forças Transformadoras no Feng Shui para a harmonização ambiental e consequentemente harmonização pessoal. Todas essas cinco forças existem em tudo e dentro de cada ser humano, mas cada ambiente, cada indivíduo, tem uma força específica que predomina e energiza sua identidade até mesmo seu destino.

Conhecer a expressão singular de cada uma das Cinco Forças, e identificar a força primariamente responsável pela criação e sustentação da sua natureza básica ,  traz auto-conhecimento e ajuda a compreender melhor seu temperamento e personalidade, e a ter consciência de sua atração menor e aversão por outras forças, correlacionadas tanto a período do dia, clima, direção, sabor, funções fisiológicas, psicológicas, espirituais.

Nas próximas postagens mencionarei cada um desses elementos, cada uma dessas forças.

********************************************

referências: NA CASA DA LUA – RESGATANDO O ESPÍRITO FEMININO DA CURA – Jason Elias e Katherine Ketcham

2010 – ANO DO TIGRE E SOMA 3

Pela Cosmologia Chinesa, a partir de fevereiro, 2010 será regido pelo  Tigre. O atributo básico deste animal do zodíaco chinês se traduz como um idealista na frase: EU SINTO.

Tende a ser um ano de realizações e o carisma em alta, uma vez que positivamente o Tigre é corajoso, realizador, carismático, determinado, sensível, leal, sábio, honrado, protetor e generoso.

A cautela para a influência dos atributros negativos do Tigre é quanto à sua impetuosidade, agressividade, fala compulsiva, crítica e arrogância.

Já pela numerologia, a soma de 2010 resulta no número 3 que se traduz em: otimismo incondicional, alegria natural, expansão, abundância, versalidade e sucesso. Aqui a vida existe para ser vivida. A comunicação, a extroversão reinam. Mesmo nos momentos mais críticos, o lado positivo é encontrado. É um número festivo, de muita sociabilidade. Porém, deve-se ter cautela com sua influência negativa para não ficar na superficialidade das relações, além de se fadar em extravagâncias e ostentação.

O 3 representa o elemento Madeira, o desabrochar das sementes, a manifestação da forma. Representa também toda tríade:  passado-presente-futuro; pai-mãe- filho; Terra-Homem- Céu; água-fogo-vento; infância-maturidade-velhice; e ainda os três estados de energia na alquimia chinesa: Ching (força criativa) – Chi (força vital) – Shen (espírito).

Referencias:  *Feng Shui – Kan Yu – Arquitetura Ambiental Chinesa – Carlos Solano    * Numerologia – Aparecida Liberato

A ENERGIA QUE VEM DAS CACHOEIRAS E DAS FLORES

Sem comentários… É ver o vídeo até o final.

E como diz Lin Yutang, em seu livro A Importância de Viver:

A natureza é, por si mesma, e sempre, um sanatório. Mesmo que não pudesse curar outra coisa, pode curar o homem enfermo de megalomania.

EM 2010: MUDE DE NOVO! É TEMPO DE VIVER COISAS NOVAS! O IMPORTANTE É O MOVIMENTO, O DINAMISMO, ENERGIA!